Escolha o tema para o próximo texto!

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Meditação retarda evelhecimento cerebral, diz estudo.


A meditação estimula a concentração e retarda o envelhecimento do cérebro, segundo estudos apresentados no fim de semana em uma conferência anual de neurologia.

Além disso, monges budistas tibetanos e muitos ocidentais que praticam regularmente a meditação afirmam que o exercício mental melhora a concentração.

No estudo, Sara Lazar, neurologista da escola de medicina de Harvard, comparou o cérebro de 20 americanos que praticavam entre 20 e 60 minutos diários de meditação com o de outros 15 que não meditavam.

"O exame do cérebro por meio de ressonância magnética mostrou que as regiões cerebrais onde se concentram a atenção e as emoções eram mais espessas entre os que meditavam", disse Lazar.

"Uma destas regiões, o córtex cerebral, também era mais grossa nas pessoas de mais idade que praticavam a meditação do que nas que não praticavam", acrescentou. O córtex, de 3 a 4 milímetros de espessura, torna-se mais delgado com a idade.

"Os resultados de nosso estudo indicam que a meditação e outras formas de exercício mental similares podem gerar nos adultos modificações de algumas regiões do córtex cerebral importantes para as funções cognitivas, as emoções e o bem-estar", continuou a cientista.

Fonte: France Presse e portal farmacia on-line

15% dos professores da Região Centro-oeste sofrem de Burnout

Cartilha sobre burnout. Distribua!

Vídeo sobre burnout em professores (5 minutos!)